Como cuidar de orquídeas em casa? 5 Dicas (Guia Completo)

10 minutos de leitura

Há mais de 50 mil espécies de orquídeas em todo o mundo, sendo que em média, 3,5 mil, estão no Brasil. A mais conhecida é Phalaenopsis, e provavelmente você já teve ou ao menos já viu uma dessas. Aprenda agora como cuidar de orquídeas e deixa-las sempre saudáveis.

Origem das orquídeas

As orquídeas são plantas perfeitas para ajudar a compor a decoração de sua casa, originaram-se por volta de 15 a 20 milhões de anos atrás, e desde então vem se tornando cada vez mais uma aliada para decorar e colorir ambientes, pois além do seu charme diferente de muitas outras flores, ela possui diversas cores e formatos, e com isso, cada uma pode ter um significado diferente, como a vermelha: paixão; a rosa: sedução, sensualidade; a branca: elegância, sofisticação, entre outras. agora que você já sabe um pouco da história, saiba como cuidar de orquídeas.

Como cuidar das Orquídeas
Várias orquídeas roxas perto a uma janela. Foto: Reprodução

Onde manter e como cuidar de orquídeas

Esta espécie não depende de muitos cuidados específicos, tornando mais fácil o cultivo, uma vez que é necessário apenas produtos simples do nosso dia a dia.

As orquídeas gostam muito da luz solar, mas cuidado, o exagero pode prejudicar a planta, então vale ressaltar que uma janela, com boa incidência de luz, pouca humidade e ventilada, é um ambiente agradável e bom para mantê-la. O sol das 10 horas da manhã ou após as 16 horas da tarde, é ideal para que a planta continue saudável.

O vaso prejudica seu desenvolvimento?

Não! Porém para saber como cuidar de orquídeas, vale ressaltar que o vaso deve ter capacidade de comportar o tamanho da flor, de forma que ela tenha espaço para crescer e se desenvolver de forma saudável. O material mais recomendado a estilo de cultivo é de cerâmica, barro ou fibra. Atentando-se sempre a umidade contida no vaso, então procure saber qual a capacidade de cada material drenar a água. O vaso de plástico, por exemplo, retém muita água, e não é a melhor opção.

Outro ponto importante é sempre saber qual a espécie da sua orquídea, e o ambiente em que você vive, pois há espécies que preferem humidade, sombra, calor, ou a incidência de luz, e a fim de escolher o melhor ambiente e vaso, deve-se levar em conta essas dicas.

Vasos para orquídeas
O material do vaso é um importante fator para a saúde da planta. Foto: Reprodução

Como regar as suas orquídeas

Algumas plantas necessitam mais água, e outras menos, sendo assim, a região onde você vive é de extrema importância, pois a umidade interfere muito no cultivo. Se as suas orquídeas escolhidas, pedem mais regas, você terá que dedicar um tempo maior para cuidar das plantas.

Substrato úmido demais, raízes encharcadas, mau escoamento da água, são fatores que levam ao apodrecimento da flor. O ideal é que o substrato esteja levemente úmido – no caso de orquídeas que não precisam de tantas regas – ou bastante úmido para plantas que necessitam mais água.

As regas devem ser de forma cautelosa, e de preferência durante a manhã, nos casos das que não precisam tanto de água, para que a noite ela já não esteja tão úmida, e no caso das plantas que preferem mais regas, elas podem ser feitas também ao final do dia, pois nestes dois horários o sol e calor estão mais fracos.

O uso de pulverizadores para regar é uma ótima ideia para cuidar de orquídeas, apenas umedecendo e não encharcando demais a planta.

Regar Orquídea com Borrifador
Uma ótima opção para regar a planta sem encharcá-la é utilizando um borrifador. Foto: Reprodução

Qual a importância e como deve ser o substrato

Assim como o lugar em que a planta está, o substrato também deve ser arejado, portanto a terra não é uma boa escolha, pois as raízes normalmente precisam de mais espaço e porque a planta precisa se fixar bem, e ter um bom escoamento da água.

Algumas opções como fibras de coco, pedras e lascas de madeiras nobres e casca de pinho são ótimas ideias para como cuidar de orquídeas. Se você ainda tiver dúvidas de qual melhor substrato, uma das melhores formas é misturá-los e ver se a planta se adapta bem. Há a opção de fazer a mistura, ou até mesmo comprar pronto.

Substrato para orquídeas
Melhores tipos de substratos para orquídeas saudáveis Foto: Reprodução

É necessário Adubar minha orquídea?

Uma importante ferramenta para saber como cuidar de orquídeas é a adubação, tendo assim, uma planta saudável e bonita. O ideal é que esse processo seja feito mensalmente, com adubos próprios para orquídeas, com o objetivo que possam repor os nutrientes, e que neles possuam, nitrogênio, fósforo e potássio, pois estes são elementos que ajudam a manter a vitalidade da planta.

orquídea fixada a tronco de arvore
Orquídea florida fixada ao tronco de uma arvore. Foto: Reprodução

Alguns cuidados são interessantes, como o uso de adubos químicos em locais fechados, pois adubos orgânicos podem atrair insetos, e comprometer a saúde da planta.

5 tipos de orquídeas para se ter em casa

Cattleya

Estas espécies de orquídeas são muito populares, chamam atenção por suas cores contrastantes e pela grande variedade de cores.

Orquídea Cattleya amarela com duas flores
A orquídea cattleya é muito comum no Brasil. Foto: Reprodução.

Cymbidium

Ao compararmos com outras espécies, essa possui flores menores, mas em compensação, chegam a produzir até 30 flores por cacho.

Orquídea Cymbidium tem flores menores
Orquídea Cymbidium é uma espécie em que as flores crescem em cachos. Foto: Reprodução

Vanda

Conhecidas por suas cores e perfumes. Chegam a florescer ate 2 vezes ao ano, mas precisam de muita luminosidade, sem sol intenso e alta umidade.

Orquídea Vanda conhecida por suas lindas cores
A orquídea Vanda pode florescer até duas vezes ao ano Foto: Reprodução

Epidendrum

Suas flores são pequenas se comparadas a outras orquídeas, e florescem em cachos. É considerada um dos tipos mais comuns de orquídeas.

Orquídea Epidendrum tem flores bem menores que outras especies
A Orquídea Epidendrum é conhecida por suas pequenas flores que crescem em cachos. Foto: Reprodução

Lycaste

Algumas espécies desse gênero chamam atenção pois possuem um perfume com aroma de limão e canela. Florescem do final do inverno até o início da primavera, é normal que na época de dormência, essa espécie perca suas folhas.

Orquídea Lycaste florida com duas cores
As Orquídea Lycaste florescem do final do inverno até o inicio da primavera Foto: Reprodução

Web Stories

Duvidas frequentes sobre as orquídeas

Orquídeas podem ser plantadas na terra?

Apenas as terrestres. Nem todas as espécies podem ser plantadas no solo, algumas são aéreas ou epífita, e se postas no local errado, suas raízes podem apodrecer, levando a sua morte.

Devo regar todos os dias?

Isso irá depender de alguns fatores, como a espécie da sua orquídea, e os fatores em que ela se encontra, como o clima do ambiente, o tamanho do vaso, o tipo do substrato, entre outros. Isso porque em um vaso muito fundo, o substrato pode estar seco na parte superior, mas bastante úmido mais abaixo, onde as raízes estão. Então em dias muito quentes, ou com bastante vento, o indicado é regar dia sim, dia não – pois esses fatores que desidratam a planta – no inverno pode-se regar apenas duas vezes a cada semana, sempre em horários mais frescos.

Quais as espécies mais baratas?

Híbridos de Oncidium, Cattleya, Dendrobium, Cymbidium e Phalaenopsis, são plantas mais populares, podendo encontrá-las até mesmo em supermercados. Outras mais exóticas, até mesmo vindas de fora do Brasil, tem seu preço mais alto. Já outras podem ser compradas ainda em mudas, por um preço mais acessível, porém estas plantas podem demorar anos para florescerem pela primeira vez.

Pratos embaixo dos vasos, é uma boa ideia?

Não! O escoamento da água é muito importante, então o prato não é uma opção, pois além de deixar as raízes constantemente molhadas, também pode atrair fungos e bactérias, causando até mesmo a morte da orquídea. Sem contar os insetos como o Aedes aegypti (mosquito da dengue) que é muito perigoso para nós!

Conte a sua experiência e ajude outros leitores

Você tem mais alguma dica para compartilhar? Qual a cor e espécie da sua orquídea? Já teve experiências ruins com o cultivo? Achou a ajuda que precisava? Comente no KD Decoração e nos ajude a melhorar nossas dicas!!

Web Stories recentes

Avalie este artigo

5/5 - (2 votos)
Isabella Coutinho Schmidt
Isabella Coutinho Schmidt
Tenho 20 anos, estou na 5 fase de fisioterapia e sou apaixonada por decoração e paisagismo, adoro escrever e compartilhar meus conteúdos na internet. Atualmente sou responsável pelas publicações KD, diariamente trazendo novos conteúdos para vocês.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Aprenda a fazer uma pequena estufa para sua horta – 10 ideias e fotos Suculenta Rabo de Burro – saiba como cultivar em vasos Aprenda a cultivar funcho e veja 7 benefícios e formas de consumo Conheça a planta Chanana – medicinal, comestível e de fácil cultivo Planta Chuva de Prata – Aprenda como cultivar e 5 dicas essenciais
Aprenda a fazer uma pequena estufa para sua horta – 10 ideias e fotos Suculenta Rabo de Burro – saiba como cultivar em vasos Aprenda a cultivar funcho e veja 7 benefícios e formas de consumo Conheça a planta Chanana – medicinal, comestível e de fácil cultivo Planta Chuva de Prata – Aprenda como cultivar e 5 dicas essenciais