15 dicas para cuidar de suculentas + espécies e fotos

13 minutos de leitura

Você gostaria de decorar sua casa com inúmeras plantas, ter um lindo jardim de folhagens e coloridas flores, mas não tem espaço em sua casa? Então aprenda a cuidar de suculentas e conheça a solução perfeita para você decorar o seu lar!

Essa espécie se originou em lugares com clima seco, quente e muitas vezes com longa estiagem de chuva. Sendo assim, são plantas de fácil cuidado, perfeitas para aqueles que gostam de plantas por toda a casa, mas não tem tempo de cuidar todos os dias.

As suculentas armazenam água em seu caule, tronco e folhas. Mas não se engane achando que são todas iguais, aqui nos conteúdos da KD Decorações, você irá conhecer algumas da enorme variedade de suculentas que existem!

Luz e calor

Agora que você sabe a origem das plantas, e que elas gostam de muita luz solar, vamos conferir os melhores lugares para deixá-la.

Sua plantinha deve estar sempre em contato com os raios solares, podendo receber iluminação direta. Se você preferir mantê-la dentro de casa, lembre-se que por serem plantas que armazenam água, o contato excessivo com a umidade pode danificá-las, fazendo com que suas raízes apodreçam.

Sendo assim, uma forma para que elas não morram é que você as deixe perto das janelas, onde possam receber a luz e o calo do sol. Ou tente deixá-la ao menos alguns dias na semana sob o sol.

Cuidar de Suculentas no banheiro

Mas se as suculentas adoram a luz solar e a umidade pode danificá-las, como decorar o banheiro com elas?

É simples, faça um furo ao meio do vaso, e garanta que o substrato seja bem drenado, para que a água não acumule e enfraqueça a planta. Regue apenas quando o solo estiver seco.

Qual o melhor vaso para cuidar de suculentas?

Em geral se indica o vaso de barro, pois passa a planta a sensação de estar plantada no solo. Garanta que seu vaso terá furos, pois assim a água escorrerá naturalmente, fazendo com que o excesso escoe e o substrato fique um pouco mais sequinho.

Adube a suculenta

Pra cuidar de suculentas da melhor forma, preste atenção nas suas características. E como elas são plantas de sol, necessitam mais de cálcio que as demais, sendo assim, adube com farinha de casca de ovo ou húmus de minhoca – que são adubos naturais e ricos em cálcio – fazendo com que seu caule e suas folhas fiquem mais duros e resistentes a ventos fortes.

Vasos com nossas amigas verdes
Suculentas em vasos. Foto: Pexels

Atenção com as regas

Lembre-se de regá-las apenas quando o substrato estiver já seco, isso porque nem todas as vezes que você perceber que a camada de cima do substrato esta seca, significará que as camadas mais profundas também estarão. Mas você pode ter certeza de que se a primeira camada estiver úmida, as camadas mais profundas estarão encharcadas, podendo levar ao apodrecimento das suas plantinhas.

O substrato

São plantas desérticas, e então preferem solo leve e drenado. Para cuidar de suculentas de forma que cresçam saudáveis, opte por misturar areia ao substrato para plantá-la e garantir que tenha uma boa drenagem, fazendo com que se sintam em seu habitat natural.

  • Nunca utilize areia da praia, pois além de ter muito sal, ela tem um PH mais alcalino, podendo prejudicá-la.

Ventilação é importante para cuidar de suculentas!

Como as suculentas tendem a exalar um aroma adocicado, atraem muitos insetos e pragas. Tente deixá-las em um local que além da luz e calor solar, receba também uma boa ventilação, para evitar que sofram com esses bichos.

É necessário podar?

Não, para cuidar de suculentas, não é necessário podá-las, mas é recomendável que sejam retiradas as folhas secas, mortas ou as que estejam morrendo, para que não “roubem” os nutrientes do resto da planta, garantindo que ela cresça saudável.

Como cuidar de suculentas em Pote: suculenta sendo segurada e ao fundo mais plantinhas
Pessoa segurando um vaso para cuidar de suculentas. Foto: Pexels

Replante a sua suculenta

Se a sua suculenta está em um vaso de plástico, replante-a em uma outra opção, como de barro ou cerâmica. Os vasos de material plástico são ruins pois limitam as forças das raízes, enfraquecendo-as. São apenas opções temporárias.

Troque o solo

Outra dica importante para cuidar de suculentas é fazer a troca do solo ao menos uma vez ao ano, para que sejam renovados os nutrientes. E se você notar que sua planta está crescendo muito, troque-a para um vaso maior.

Além de saber como cuidar de suculentas, confira também as melhores plantinhas para a sua casa!

Vaso pequeno, planta pequena!

Você sabia que as suculentas crescem conforme o espaço que elas têm para poderem se desenvolver? Então se o seu vaso é pequeno, a sua planta permanecerá pequena. Mas se você a mudar para um vaso maior, ela crescerá um pouco mais.

Compre um vaso para sua suculenta pelo WhatsApp Tok&Stok!

Saiba montar o seu vaso

A forma correta de montar o vaso influencia diretamente em como cuidar de suculentas, então aprenda a melhor forma de montar cada camada:

  1. Na primeira camada deve ser colocado cascalho, pequenas pedras, pedaços de telhas quebradas ou argila expandida. Funcionando como barreira de drenagem.
  2. Cubra a camada de pedras com uma manta ou TNT. Evitando que a terra saia junto com o excesso de água.
  3. Coloque então o substrato, e com delicadeza vá montando com as suas suculentas da forma que desejar, comando cuidado pois são plantas sensíveis.
  • Não finalize colocando pedras brancas, pois por mais que seja comum vermos vasos decorados com estas pedras, fazem mal a planta. Pedras brancas de jardim são feitas com mármore picado, e quando você regar a sua suculenta, essas pedras soltarão um pó que poderá prejudicar a planta em longo prazo.

Confira no Site da Americanas os preços das suculentas.

Faça mudas e troque espécie com seus amigos e familiares

Fazer mudas é tão fácil como cuidar de suculentas, então aprenda e troque com seus amigos e familiares mudas de diversas espécies, diversificando ainda mais seu belo jardim!

Para isso você precisa criar um “berçário” das nossas amigas verdes. Pegue pequenas folhas da planta, e coloque-as no solo, afofando um pouco para que se fixem. Não demorará muito para que as raízes apareçam e então você terá uma nova plantinha!

Suculentas em miniatura

As minis suculentas precisam de atenção redobrada, pois por serem pequenas plantas, elas também possuem pequenas raízes, e assim suas regas devem ser cautelosas e feitas em um intervalo maior de tempo, para que elas continuem firmes e vistosas.

Suculentas coloridas

Para ter um belo jardim, e saber cuidar de suculentas coloridas, saiba que as de coloração roxa e laranja preferem mais o calor do sol, então deixe-as expostas por mais tempo, podendo cultivá-las em ambiente externo. Já as verdinhas são ideais para ambientes internos.

Espécies

Existem mais de 20 mil suculentas catalogadas, dividindo-se em mais de 60 mil famílias! Sendo assim, além de você poder ter plantas lindas, de fácil cuidado, você pode ter várias espécies diferentes, isso não é incrível?

As mais comuns em casas são:

  • Echeveria – Chamadas também de rosa de pedra, por conta das suas folhas terem um formato de flor. Produz flores e pode dar uma haste lateral. Mas cuidado, Echeverias que tem hastes centrais morrem logo após florirem.
  • Colar de Pérola – Nome dado por conta do seu aspecto de joia, e apesar de ser uma suculenta, evite deixá-la tantas horas no sol e a regue mais vezes. Produz belas flores brancas.
  • Planta Jade – Conhecida como Planta da Amizade, consegue se adaptar tanto a luz e calor direto do sol, quanto em espaços a meia-sombra. Produz pequenas flores brancas do inverno à primavera.
  • Babosa – Conhecida como Aloe Vera, muito usada em cosméticos por conta dos seus inúmeros benefícios. É também usada de forma medicinal, pois auxilia na cicatrização de feridas, hidratação da pele e cabelos. Perfeitas para seu jardim externo, já que elas amam o sol.
  • Flor da Fortuna – Planta resistente de fácil cuidado, possui folhas largas, grossas de cor verde escuro, com linda flores que variam entre as cores vermelho, laranja, branco, lisas e rosa.

As espécies mais raras são:

  • Haworthia Cuspidata Variegata – Apresentam folhas grossas, duras e carnudas, que ficam em um formato de uma roseta. Flores pequenas, com compridas hastes em forma de sinos.
  • Moraea Tortilis – Conhecida como grama espiral, possui um tom verde claro semelhante a um saca rolha. Preferem solos bem drenados e fertilizados, resistentes a seca e ao calor do sol. Podem chegar a até 15 cm de altura e 2,5 cm de diâmetro.
  • Ariocarpus Trigonus – Existem apenas 8 espécies diferentes do gênero Ariocarpus, e sendo assim, é uma das espécies de suculentas mais raras do mundo. Crescem de forma lenta e eventualmente florescem em formato de uma coroa de flores branca, com miolo amarelo.
  • Monilaria Obconica – Tem uma estrutura folicular e assemelham-se e orelhas de coelhos. Tendo uma aparência muito fofa, mas conforme crescem isso tende a mudar.
  • Conophytum Burgeri – Conhecidas como cebolas de hambúrguer, é difícil cultivá-las. Suas mudas podem produzir flor de cor roxa e um perfume muito agradável.

Nos conte as suas experiências!

Agora que você já aprendeu a como cuidar de suculentas da maneira correta, nos conte suas experiências com elas! Você tem ou já teve? Quais espécies lhe chamam mais a atenção? Você achou oque precisava em nosso conteúdo? Converse conosco e nos ajude a sempre melhorar!!

Perguntas Frequentes

Devo deixá-las sobre a luz solar direta o dia todo?

Não, mesmo que sejam plantas resistentes a luz solar e que gostem do calor, elas devem ser colocadas uma vez ao dia no sol, seja na parte da manhã ou da tarde, e no resto do dia, deve ser deixada a meia-sombra. Mas lembre-se que cada espécie tem gostos diferentes, pesquise quais são as regalias da sua espécie em específico.

No Inverno, devo molhar da mesma forma que o verão?

Não, pois no inverno as plantas diminuem seu metabolismo, tornando-as mais frágeis em relação a água, umidade e ventos. Sendo assim, reduza as regas e molhe-as somente quando o substrato estiver realmente seco. Em torno de uma vez na semana apenas.

Minha suculenta está morrendo, o que eu faço?

Para cuidar de suculentas, você precisa ficar de olho nos sinais que ela apresenta. Se sua planta está murchando ou com as folhas amareladas, tente adubá-la com farinha de casca de ovos ou húmus de minhoca. Ou fique de olho na forma que você está adubando, pode estar causando encharcamento e apodrecendo as raízes.

Web Stories recentes

Avalie este artigo

Avalie post
Isabella Coutinho Schmidt
Isabella Coutinho Schmidt
Tenho 20 anos, estou na 5 fase de fisioterapia e sou apaixonada por decoração e paisagismo, adoro escrever e compartilhar meus conteúdos na internet. Atualmente sou responsável pelas publicações KD, diariamente trazendo novos conteúdos para vocês.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Aprenda a fazer uma pequena estufa para sua horta – 10 ideias e fotos Suculenta Rabo de Burro – saiba como cultivar em vasos Aprenda a cultivar funcho e veja 7 benefícios e formas de consumo Conheça a planta Chanana – medicinal, comestível e de fácil cultivo Planta Chuva de Prata – Aprenda como cultivar e 5 dicas essenciais
Aprenda a fazer uma pequena estufa para sua horta – 10 ideias e fotos Suculenta Rabo de Burro – saiba como cultivar em vasos Aprenda a cultivar funcho e veja 7 benefícios e formas de consumo Conheça a planta Chanana – medicinal, comestível e de fácil cultivo Planta Chuva de Prata – Aprenda como cultivar e 5 dicas essenciais