Como plantar rosa do deserto, confira dicas essenciais para fazer em casa!

Para quem gosta de flores, saber como plantar rosa do deserto em casa pode ser muito bacana, afinal, essa é uma bela flor e o seu cultivo é bastante fácil! Se você ficou interessado(a) é só continuar acompanhando o artigo!

O que é rosa do deserto?

A rosa do deserto, também conhecida como Adenium obesum, é uma planta suculenta originária da região do Sahel, na África. Ela é conhecida por suas flores grandes e vistosas, que podem ser de diversas cores, incluindo rosa, vermelho, branco e roxo.

Além de sua beleza, a rosa do deserto também é valorizada por sua capacidade de armazenar água em suas raízes e caudex (tronco) inchado, permitindo que sobreviva em condições de seca e calor intenso.

A rosa do deserto é uma planta popular entre os colecionadores de suculentas e pode ser cultivada em vasos ou no jardim, desde que receba bastante sol e seja regada com moderação.

Saiba também como cuidar de Rosa do Deserto

Características da rosa do deserto

Como plantar rosa do deserto
Como plantar rosa do deserto Foto: Pixabay

A rosa do deserto (Adenium obesum) é uma planta suculenta e caducifólia que se adapta muito bem a climas quentes e secos. Algumas das principais características da rosa-do-deserto são:

  • Caudex inchado: A rosa do deserto tem um tronco inchado conhecido como caudex, que é capaz de armazenar água e nutrientes. Isso permite que a planta sobreviva em condições de seca.
  • Flores vistosas: As flores da rosa do deserto são grandes, vistosas e possuem diversas cores, como rosa, vermelho, branco e roxo. Elas surgem no final do inverno e início da primavera, em inflorescências terminais.
  • Folhas suculentas: As folhas da rosa do deserto são suculentas, ovais ou lanceoladas, de cor verde-escura e com uma textura um pouco áspera.
  • Tamanho: A rosa do deserto pode atingir até 3 metros de altura e 2 metros de largura, mas geralmente é mantida menor em vasos.
  • Toxicidade: A rosa do deserto é tóxica para animais de estimação e seres humanos. Todas as partes da planta contêm uma seiva leitosa que pode causar irritação na pele e mucosas e até mesmo intoxicação se ingerida. É importante manter a planta fora do alcance de animais e crianças.
  • Facilidade de cultivo: A rosa do deserto é uma planta relativamente fácil de cultivar, desde que receba sol pleno, solo bem drenado e seja regada com moderação. Ela é bastante resistente a doenças e pragas, mas pode ser suscetível a ataques de cochonilhas e ácaros.

Veja também: Saiba tudo sobre como plantar flor de maio na sua casa!

Como plantar rosa do deserto?

Para plantar a rosa do deserto, você vai precisar de:

  • Um vaso ou recipiente com furos de drenagem no fundo
  • Substrato para plantas suculentas
  • Areia grossa ou perlita
  • Mudas de rosa do deserto

Com tudo em mãos, siga os seguintes passos para plantar a rosa do deserto na sua casa:

  • Escolha um vaso ou recipiente com furos de drenagem no fundo para evitar que a água fique parada na raiz da planta.
  • Misture o substrato para plantas suculentas com areia grossa ou perlita para melhorar a drenagem.
  • Coloque uma camada de cerca de 2,5 cm de pedrinhas ou cascalho no fundo do vaso para garantir a drenagem adequada.
  • Adicione o substrato para plantas suculentas até a metade do vaso.
  • Retire a muda da rosa do deserto do recipiente original com cuidado e, se necessário, retire o excesso de solo das raízes.
  • Coloque a muda no centro do vaso e adicione mais substrato até que a muda esteja nivelada com a superfície do solo.
  • Pressione suavemente o solo em torno da muda para firmá-la no lugar.
  • Regue a muda com moderação, evitando encharcar o solo.
  • Coloque o vaso em um local bem iluminado com sol pleno, protegido de ventos fortes e chuva intensa.
  • Mantenha o solo levemente úmido, mas evite encharcar. Regue a rosa do deserto apenas quando o solo estiver completamente seco.

Lembre-se de que a rosa do deserto é uma planta suculenta e pode sobreviver em condições de seca. Portanto, é melhor errar para o lado da falta de água do que regar em excesso. Além disso, é importante fertilizar a planta com um fertilizante líquido para plantas suculentas a cada duas semanas durante a primavera e o verão para ajudar no crescimento e florada.

Fertilização da rosa do deserto

Rosa do deserto
Rosa do deserto Foto: Pinterest

A rosa do deserto é uma planta que necessita de fertilização regular para crescer e florescer saudavelmente. Aqui estão algumas dicas sobre a fertilização da rosa do deserto:

  • Tipo de fertilizante: Use um fertilizante líquido para plantas suculentas, que contenha quantidades equilibradas de nitrogênio, fósforo e potássio. Uma boa opção é um fertilizante 10-10-10.
  • Frequência de fertilização: Fertilize a rosa do deserto a cada duas semanas durante a primavera e o verão, que são as épocas de maior crescimento e florescimento. No outono e inverno, quando a planta está inativa, reduza a frequência de fertilização para uma vez por mês.
  • Quantidade de fertilizante: Siga as instruções do fabricante quanto à quantidade de fertilizante a ser usada. Normalmente, a recomendação é diluir o fertilizante em água e aplicá-lo ao solo da rosa do deserto com um regador.
  • Momento da fertilização: Fertilize a rosa do deserto pela manhã ou no final da tarde, evitando as horas mais quentes do dia.
  • Cuidado com o excesso de fertilizante: Não exagere na quantidade de fertilizante, pois isso pode causar queima das raízes e danificar a planta. Se você notar que a planta está com folhas amareladas ou queimadas, pode ser um sinal de excesso de fertilização.

Qual é a temperatura ideal?

Sol
Dia de Sol com poucas nuvens. Foto: Canva

A rosa do deserto é uma planta que se adapta bem a climas quentes e secos, e geralmente é cultivada em regiões de clima subtropical ou tropical. A rosa do deserto é habituada com uma temperatura de até 40°C, com temperaturas ideais de 25°C a 35°C durante o dia.

Portanto, ao plantar a rosa do deserto, é importante escolher um local com boa exposição solar e protegido de ventos frios e chuvas intensas. Em regiões com temperaturas mais baixas, a rosa do deserto pode ser cultivada em vasos que possam ser movidos para locais mais quentes ou protegidos durante os meses mais frios.

Principais pestes da rosa do deserto

A rosa do deserto é uma planta relativamente resistente a pragas e doenças, mas ainda assim pode ser afetada por algumas pestes comuns. Aqui estão algumas das principais pragas que podem afetar a rosa do deserto:

  • Cochonilhas: São pequenos insetos que se alimentam da seiva da planta, deixando uma secreção pegajosa que pode atrair formigas e causar o surgimento de fungos. As cochonilhas podem ser removidas manualmente ou com um inseticida específico.
  • Ácaros: São pequenos insetos que se alimentam das folhas da rosa do deserto, deixando manchas brancas ou amarelas. Os ácaros podem ser eliminados com um inseticida específico ou com a aplicação de um óleo mineral.
  • Mosca branca: São pequenos insetos brancos que sugam a seiva da planta, deixando manchas brancas nas folhas. A mosca branca pode ser controlada com um inseticida específico ou com a aplicação de óleo de neem.
  • Besouros: São insetos que se alimentam das folhas da rosa do deserto, deixando orifícios e marcas de mordida. Os besouros podem ser controlados com um inseticida específico ou com a aplicação de armadilhas adesivas.

E para prevenir o surgimento de doenças, é importante manter a planta bem ventilada e evitar a rega excessiva. Em caso de infestação ou doença, é recomendado procurar um profissional qualificado para aconselhamento e tratamento adequado.

Podar frequentemente é necessário?

Rosa do deserto
Rosa do deserto Foto: Pixabay

A poda é importante para manter a rosa do deserto saudável e com uma boa aparência, mas não é necessária com frequência. A rosa do deserto tem uma capacidade natural de ramificar e produzir novos brotos, então a poda pode ser feita apenas quando necessário.

Aqui estão algumas dicas sobre poda da rosa do deserto:

  • Remoção de ramos mortos ou danificados: Remova os ramos que estejam secos, danificados ou doentes. Isso estimula a produção de novos brotos saudáveis.
  • Remoção de galhos indesejados: Se houver galhos ou ramos que crescem na direção errada ou que interfiram no crescimento de outros ramos, você pode removê-los com cuidado. No entanto, é importante não remover mais de um terço da planta de uma vez.
  • Estimulação de florescimento: Para estimular a floração da rosa do deserto, pode-se podar os ramos maiores em cerca de um terço do seu comprimento. Isso ajuda a estimular a produção de novos brotos e flores.
  • Frequência da poda: A poda da rosa do deserto geralmente é realizada uma vez por ano, no final do inverno ou início da primavera. Isso ajuda a estimular o crescimento e a floração na temporada de primavera e verão.

Veja também: Saiba tudo sobre como plantar ora-pro-nóbis em casa!

E aí, gostou?

As informações e dicas apresentadas no artigo são úteis e podem ajudar a compreender como plantar e cuidar da rosa do deserto aí na sua casa! Nós do Portal KD estamos comprometidos em fornecer um conteúdo de qualidade e preciso aos nossos leitores. Caso ainda tenham dúvidas ou queiram deixar críticas construtivas sobre o conteúdo, é sempre bom!

Perguntas frequentes

O que é rosa do deserto?

A rosa do deserto, chamada de Adenium obesum, é uma planta suculenta originária da região da África. Ela é conhecida por suas flores grandes e vistosas, que podem ser de diversas cores, incluindo rosa, vermelho, branco e roxo. A rosa do deserto é uma planta popular entre os colecionadores de suculentas e pode ser cultivada em vasos ou no jardim.

Qual é a temperatura ideal para cultivar rosa do deserto?

A rosa do deserto é uma planta que se adapta bem a climas quentes e secos, e geralmente é cultivada em regiões de clima subtropical ou tropical, é habituada com uma temperatura de até 40°C, com temperaturas ideais de 25°C a 35°C durante o dia.

Avalie este artigo

Avalie post
Adriane Alflen
Adriane Alflen
Tenho 18 anos e escrevo conteúdos para a internet em diversos projetos! Amo acompanhar a televisão e o mundo dos reality shows. Amo crianças e animais, e gosto de escrever sobre assuntos relacionados. Atualmente sou responsável por trazer informações relevantes sobre diversos assuntos todos os dias no Portal KD!

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.