Instalação Elétrica Residencial: 6 Cuidados Essenciais5 minutos de leitura

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

A instalação elétrica residencial é uma parte da casa de suma importância para você se preocupar, afinal, ela é responsável por manter todas as coisas funcionando como deveriam (sem riscos) e claro, por manter o seu lar seguro.

Sendo assim, para te ajudar em relação a este aspecto, nós separamos no artigo de hoje 6 cuidados essenciais que você deve ter quando falamos sobre instalação elétrica residencial. Veja!

6 cuidados essenciais referentes à instalação elétrica residencial

Homem fazendo Instalação elétrica residencial
Falando em eletricidade, todos os cuidados são fundamentais para evitar acidentes. Foto: Pxhere.

1. Mão de obra qualificada

A menos que você trabalhe como eletricista (ou profissão relacionada), a instalação elétrica residencial precisa ser feita por profissionais, isto é, por uma equipe que seja qualificada para tal.

Isso porque, quando falamos em parte elétrica, é preciso ter conhecimento e cuidados necessários para que tudo seja feito de maneira adequada e respeitando as normas de segurança vigentes (próximo item que iremos abordar neste artigo).

Ou seja, não é indicado que você, seu vizinho ou amigo mexa na parte elétrica da sua casa, se não tiver entendimento sobre o assunto.

O ideal é que você contrate uma mão de obra qualificada para que faça todos os estudos e análises necessárias, elabore um projeto elétrico, bem como o laudo elétrico, e faça sugestões de melhorias e reparos.

Dessa forma, é possível garantir um serviço bem feito, que vai gerar mais segurança, economia e tranquilidade para você e sua família, além, claro, evitar possíveis problemas e riscos.

Se uma instalação elétrica residencial não for bem feita ou for feita por pessoas que não são qualificadas para este serviço, pode acontecer:

  • Incêndios;
  • Choques;
  • Curto-circuito;
  • Superaquecimento;
  • Sobrecarga;
  • Queima de aparelhos;
  • Entre outros problemas.

E isso você não quer, certo?

Leia também: 13 Tendências de Decoração de Interiores

2. NRs

As NRs (normas regulamentadoras), foram criadas no ano de 1978 pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), com o objetivo de normatizar as obrigações que as empresas deveriam cumprir para garantir a segurança dos trabalhadores em determinadas atividades e funções.

E dentre as 37 NRs existentes atualmente, há a NR-10 que se refere às Instalações e Serviços em Eletricidade.

Então, em seu lar, é essencial que esta norma seja seguida e respeitada, afinal, ela dita as ações que devem ser tomadas para preservar a vida de qualquer indivíduo.

3. Equipamentos modernos e materiais de qualidade

Muitas casas possuem equipamentos antigos, que estão desgastados ou ultrapassados.

Por isso, se você pretende fazer mudanças na parte elétrica da sua casa, na hora de escolher quadros de energia, disjuntores, interruptores, tomadas, filtros de linha, fiações, entre outros itens, opte por equipamentos modernos e materiais de qualidade.

No longo prazo, eles serão bastante importantes e benéficos para a parte elétrica da sua casa.

Além disso, não esqueça de verificar se os itens possuem certificação do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

4. Manutenção

Para manter o bom estado e o devido funcionamento das suas instalações elétricas, é fundamental investir em manutenções a cada cinco anos.

Não pense que a instalação elétrica será feita apenas uma vez e pronto, nunca mais será necessário mexer nisso.

Não, afinal, nós utilizamos a eletricidade todos os dias e, com o tempo, é normal haver desgastes e/ou algum problema pontual.

Por isso, após a instalação elétrica residencial ser feita, não esqueça que daqui a alguns anos é importante que ela passe por uma manutenção, ok?

5. Sinais

Se na sua casa há oscilações na iluminação, disjuntores que desarmam com uma certa frequência, fios desencapados, aumento frequente na conta de luz e/ou cheiro de queimado ao conectar aparelhos, ou equipamentos na tomada, é sinal de que há problemas nas instalações elétricas.

Portanto, fique atento a estes sinais e, caso apareçam em seu lar, não hesite em chamar um profissional para fazer as avaliações necessárias e possíveis reparos.

Não espere que um acidente ou problema grave aconteça para agir. Quando falamos sobre instalação elétrica residencial, não dá para arriscar. Quanto antes resolver o problema, melhor. Segurança em primeiro lugar.

6. Improvisos e gambiarras

Para finalizar o artigo, separamos neste sexto cuidado algo que muitas pessoas já sabem, mas que é sempre bom ressaltar: evite improvisos e gambiarras, afinal, elas podem ser extremamente perigosas.

Quando falamos em eletricidade, não dá para brincar. Então, “não invente”, pois caso contrário, você poderá sobrecarregar o sistema, causar panes e gerar uma série de problemas.

Inclusive, isso vale para o uso de benjamins. Não exagere. Respeite a quantidade máxima de carga que cada tomada suporta e não conecte aparelhos ou equipamentos que possuam alta amperagem.

E esses foram os seis cuidados referentes à instalação elétrica residencial que você deve ter. Esperamos que as informações apresentadas tenham lhe sido úteis. E deixe o seu comentário para ajudar os leitores do KD com a sua experiência com o assunto!

Rate this post

Avalie este artigo

Rate this post

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.