Melhores Plantas Decorativas pra Cultivar no Interior de Casa7 minutos de leitura

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Uma velha amiga dizia que cuidar de plantas é como criar uma obra de arte que você nunca concluirá. De fato, o cultivo de plantas no interior é terapêutico e gratificante, sendo praticamente um hábito para aqueles que gostam.

Se você gosta de plantas decorativas em casa, vai gostar do nosso guia de hoje. Selecionamos as melhores plantas para cultivar no interior, além de dicas especiais para você não passar dor de cabeça e mantê-las sempre bonitas e saudáveis.

Melhores Plantas para Cultivar no Interior de Casa

Veja as plantas mais fáceis para você decorar o interior da sua casa:

Plantas decorativas interior de casa
Descubra quais são as melhores plantas para cultivo dentro de casa. Foto: Piqsels
  • Jiboia: se você busca por uma planta viva, com uma folhagem exuberante, que serve tanto para preencher espaços no interior quanto exterior, a jiboia pode ser uma boa pedida. O melhor dessa planta é que ela resiste longos períodos de seca, sendo perfeita para jardineiros mais indisciplinados. Outra característica que a leva ser popular é o fato de precisar de pouca luz solar, podendo ocupar espaços de pouca luz na sua casa. De nome científico Epipremnum aureum, a jiboia tem esse nome popular devido ao fato dela se enrolar em árvores de forma semelhante a uma cobra.
  • Yucca: existem diversas variedades de Yucca populares quando se fala de cultivo de interior. São plantas de médio e pequeno porte, que podem atingir até quatro metros de altura. Diferente da Jiboia, a Yucca exige mais luz para seu desenvolvimento. Ao cultivá-la dentro de casa, você precisa escolher um lugar com bastante incidência de luz solar, como próximo a uma janela.
  • Bromélia: são plantas que se adaptam muito bem ao clima brasileiro, sendo fáceis de se cultivar. Existem variedades de bromélias mais aptas a crescerem em ambientes de sombra parcial.
  • Aloe Vera: também chamada popularmente por barbosa, é uma planta muito fácil de se cultivar em vasos de interior, que também é famosa devido a seiva pegajosa com múltiplas aplicações.
  • Planta jade: as suculentas são excelentes plantas para o cultivo no interior devido a sua facilidade de cultivo e não exigirem tanta luz assim. A planta jade, cientificamente conhecida como crassula ovata, é um arbusto suculento com flores brancas. Quando cultivada em vasos, ela é praticamente um bonsai em miniatura, perfeita para escritórios, salas e outros ambientes maiores.
  • Lírio da Paz: é possível matar uma planta se você exagerar na irrigação. O lírio da paz é perfeito para você que costuma errar a mão para mais na hora de irrigar. Eis uma planta perfeita para cultivo de interior, mas que também pode ser cultivada no exterior.

Leia também: Melhores Flores para Decorar seu Jardim

Dicas de Cuidados e Manutenção

Plantas internas
Descubra as plantas que mais se adaptam ao interior dos ambientes. Foto: Pxhere

Embora existam plantas que exigem bem pouco tempo de manutenção e cuidados, as plantas precisam de atenção ou podem morrer. Confira algumas dicas gerais para você começar a cultivar plantas no interior da sua casa:

  • Os cuidados devem começar na hora de comprar a planta. Verifique se a planta não apresenta manchas, fungos, partes danificadas ou cortadas. 
  • Ao realizar o replantio, você deve sempre utilizar um vaso maior do que o vaso original. Isso porque as raízes podem precisar de mais espaço para se adaptar ao novo solo.
  • Pesquisa sobre o melhor solo para a planta em questão. Suculentas, por exemplo, se dão melhor com um solo mais poroso. O solo ideal depende da origem da planta.
  • Faça uma agenda de irrigação. Existem aplicativos no celular que podem te lembrar de irrigar a sua planta. Mas sempre cuidado com o excesso. É mais fácil você matar uma planta irrigando muito do que irrigando pouco.
  • Os sinais da planta dizem tudo. É possível ver pelas folhas, flores e caule se a planta está recebendo luz o suficiente e água o suficiente. Fique de olho nos sinais.
  • A poda deve ser feita no nó do caule. Todas as plantas têm nós nos caules, que são de onde vem o seu crescimento. Ao podar folhas mortas, amareladas ou vítimas de doenças, mire sempre nos nós do caule.
  • Sempre higienize e esterilize suas ferramentas de jardinagem. Através delas, você pode passar doenças de suas plantas do exterior para plantas no interior.
  • No inverno, os cuidados e rotinas devem mudar. As plantas costumam crescer menos no frio e, por conta disso, exigem menos água, fertilização e sol. Fique atento a essas necessidades sazonais de acordo com a estação.
  • Dentro de casa, existe um cuidado que praticamente não existe no cultivo de plantas externas. Se trata da circulação de ar, que deve ser assegurada para evitar o surgimento de doenças fúngicas.
  • Se você costuma errar muito a mão na hora de irrigar, compre um medidor de umidade para não ter mais erro.

O que fazer se as plantas decorativas estiverem morrendo?

Melhores plantas decorativas
Veja dicas para cultivar plantas com eficiência. Foto: Pixabay

Muitas pessoas se enganam quanto à morte da planta, decretando seu falecimento muito antes do tempo. As plantas até morrem, mas demoram. Elas são mais resistentes do que imaginamos. Os sinais de que a planta não está resistindo começam muito cedo e é possível restaurar uma planta com facilidade.

A morte de plantas têm forte relação com a negligência de cuidados ou com as condições inadequadas para a espécie em questão.

As plantas têm condições próprias em seu ambiente nativo, como volume de umidade, características do solo, necessidades de irrigação, temperatura e sol. Quando trazemos a planta para o cultivo doméstico, seja no interior de casa, seja no jardim, você precisa reproduzir as mesmas condições que a planta precisa naturalmente.

Isso inclui tornar o solo apto para receber a planta. Se você tem uma espécie que gosta de solos ácidos, por exemplo, você deve acidificar o solo para recebê-la. É por isso que é importante ler antes na internet sobre a espécie que você deseja comprar para saber se você consegue reproduzir as condições necessárias para a planta sobreviver na sua casa.

Ao perceber que a sua planta começou a morrer, não entre em pânico. Você deve, através dos sinais, identificar qual é a causa do falecimento da planta para reverter o cenário.

Plantas com folhas perdendo a cor, amarelando ou secando, pode indicar a falta de luz do sol ou mesmo umidade no solo. Na maior parte dos casos, são problemas simples de resolver. Em alguns raros casos, você vai se deparar com vírus, fungos, doenças e pragas. Aí a questão pode ser mais complexa.

Gostou das dicas? Qual é a planta que você mais gosta de cultivar no interior da sua casa? Deixe um comentário!

Últimos Web Stories

Avalie este artigo

5/5 - (2 votes)

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Cortina blecaute: como escolher o melhor tipo? O que é decoração sensorial? Descubra os segredos dessa técnica Horta vertical: 6 dicas para montar a sua 12 formas de manter as crianças seguras em casa Como escolher o ar-condicionado ideal para o seu ambiente?
Cortina blecaute: como escolher o melhor tipo? O que é decoração sensorial? Descubra os segredos dessa técnica Horta vertical: 6 dicas para montar a sua 12 formas de manter as crianças seguras em casa Como escolher o ar-condicionado ideal para o seu ambiente?