Replantando plantas que cresceram em 5 passos práticos6 minutos de leitura

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Índice do conteúdo:

As plantas são grandes aliadas na decoração de um ambiente, funcionando também como um ponto de energia vital dentro de um cômodo. Entretanto, as plantinhas crescem e acabam exigindo mudanças de vasos para continuar com a saúde em dia. Quem está replantando plantas que cresceram precisa saber como realizar o processo em 5 passos práticos, para não ter riscos de perder sua planta nessa mudança.

Mas fique tranquila! Mudar uma planta de vaso não é nenhum desafio impossível de passar. Na verdade, você só vai precisar se preparar da forma correta. Essa troca também pode ser uma ótima oportunidade para renovar algum ambiente de casa, mudando o estilo do vaso e até o posicionamento do mesmo dentro de um cômodo.

Replantando plantas que cresceram
Replantando plantas que cresceram. Foto: Freepik.

Como replantar plantas que cresceram demais

Antes de começar qualquer mudança, confira se você tem todos os materiais necessários. Para replantar uma planta que cresceu demais, você vai precisar de um novo (e maior) vaso, insumos como cascalho, terra e composto orgânico, uma pá, uma faquinha e água. Com tudo isso em mãos, seguir os 5 passos práticos que selecionamos vai ser muito mais fácil. Confira!

1. Plantas precisam de hidratação

Quem está replantando plantas que cresceram demais deve ter em mente que o processo começa antes mesmo de trocar o vaso. Por isso, é importante que você “se programe” para fazer essa mudança. Assim, se você pretende fazer a troca em um domingo, por exemplo, o primeiro passo será dado ainda no sábado.

Essa etapa inicial é deixar a planta hidratada. Ou seja, você deve regar a planta, de preferência na noite que antecede as trocas de vasos. Esse passo é importante porque faz com que a terra fique úmida e mais unida.

Se o vaso for de barro, vale deixá-lo por algumas horas mergulhada na água, para que o recipiente não absorva a umidade da planta no momento da troca.

2. A preparação do recipiente que vai receber a planta

Ao fazer o processo de replantando plantas que cresceram, você deve ter em mãos o vaso para o qual a flor vai ser deslocada, a casa nova da plantinha. Antes de mexer no vaso original, é preciso arrumar o novo espaço.

Nesse caso, comece completando o fundo desse novo vaso com argila especial ou cascalho. Ambos são vendidos em lojas de jardinagem, materiais de construção e, em alguns casos, em agropecuárias.

No espaço que sobra no vaso, imagine que representa 100%. Em 25% da área você deve colocar terra vegetal. Depois, 25% de terra normal. E, por fim, os outros 50% em composto orgânico. Todos esses itens também podem ser encontrados em lojas especializadas.

É importante deixar um “buraco” no meio, para que a planta a ser inserida tenha espaço no vaso.

3. Replantando plantas que cresceram: a retirada do vaso original

Com a “nova casinha” da planta pronta, é hora de retirá-la do vaso original. O ideal é retirar a planta com a terra que está com ela, como se fosse uma “peça” única. Quem está replantando plantas que cresceram há algum tempo sabe que desse jeito as plantas sentem menos impacto e tem mais chances de sobreviver.

Assim, com uma faquinha de passar manteiga, você vai passar o instrumento rente ao vaso, na parte de dentro, para quem a terra se solte com mais facilidade. Você também pode erguer o vaso e dar batidas suaves, para colaborar com o descolamento da planta no vaso.

Atenção: nunca retire uma planta puxando pelas folhas ou ramos dela. Isso só vai fazer com que sua planta se machuque, prejudicado o crescimento no novo vaso.

4. O processo de mudança

Se você seguiu todos os passos até aqui, esse é o momento em que você terá em mãos a planta fora do vaso antigo e um novo vaso totalmente preparado para recebê-la – viu como é importante preparar com antecedência?

Nesse momento, você vai posicionar a planta com suas raízes dentro do vaso novo, da melhor forma possível. Se você notar que as raízes são grandes demais para ser acomodada no buraco que havia preparado, é só aumentar a área com uma pá.

Depois de posicionar a planta no centro do vaso, cubra as raízes com um pouco mais de terra. Dessa forma, as raízes estarão bem protegidas, em uma terra rica em nutrientes.

5. Tudo pronto

Com a planta acomodada no novo vaso e as raízes cobertas, é hora de regar a plantinha para que ela se adapte com mais facilidade. Com um vaso maior, a planta se sentirá mais confortável para se desenvolver.

Depois, é só continuar com os cuidados básicos. Lembre-se de fazer uma pesquisa sobre os horários ideais para regar a planta, além de descobrir se sua plantinha gosta de muito ou pouco sol. Todos esses detalhes ajudam a manter a planta saudável por muito tempo.

Existe planta ideal para a decoração?

Na hora de decorar com plantas, não existe nenhum limite. De fato, o aspecto fundamental que você deve observar é se o seu espaço oferece tudo o que determinada espécie de planta precisa. Isso porque, enquanto algumas plantas necessitam de maior incidência do sol, por exemplo, outras precisam somente de um pequeno tempo de exposição.

Além disso, é importante observar também a sua rotina. Algumas espécies exigem um cuidado maior, com mudanças constantes da terra ou da posição, assim como uma rega mais frequente. Se você não tem tanto tempo disponível, é fundamental optar por plantas que crescem bem sem um grau extremo de atenção.

Na decoração, em espaços que batem bastante luz solar, as indicações são a Pilea Peperomioides, a Sansevieria Trifasciata, a Cactaceae e algumas espécies de Suculentas. Já para a sombra, o ideal é apostar na Monstera Deliciosa, Zamioculca Zamiifolia e Orchidaceae.

Na dúvida, vale visitar lojas especializadas em jardinagem para comprar suas mudinhas e aprender todos os cuidados necessários com cada tipo de planta. Assim, você terá mais chances de cultivos de sucesso, replantando plantas que cresceram demais por serem bem cuidadas e estarem saudáveis. É como decorar um jardim, mas do tamanho que for melhor para você!

Avalie este artigo

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − quatro =

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.