Qual a diferença entre MEI e Simples Nacional?

Primeiro é importante destacar que o Simples Nacional é um regime de tributação que, respeitando algumas condições, pode enquadrar micro e pequenas empresas.

Neste regime, empresas de pequeno porte podem ter uma receita bruta de no máximo R$4,8 milhões por ano. Microempresas faturamento total de R$360 mil ao ano.

No Simples, as empresas pagam uma alíquota única com todos os impostos que precisa recolher. O valor varia entre 4% a 17,42% dependendo da atividade exercida.

O MEI formaliza o microempreendedor individual, ou seja, quem exerce atividade econômica em nome próprio. Neste regime é necessário pagar uma contribuição fixa e mensal.

Para ser MEI é preciso exercer uma das atividades econômicas permitidas, o faturamento anual é limitado a R$81 mil, e é proibido ser sócio, administrador ou titular de outra empresa.

Diferentemente do Simples Nacional em que é possível contratar colaboradores com diferentes salários, o MEI pode contratar no máximo uma pessoa pagando um salário mínimo.

Fique atento! Para abrir uma empresa no Simples Nacional é necessário elaborar um contrato social e escrituração contábil, já o MEI pode obter o registro totalmente online.

Faça uma análise de qual é a sua situação atual como empresário, além dos requisitos de cada regime, para escolher entre MEI e Simples Nacional.