Forro de gesso:

principais tipos, vantagens e desvantagens

Forros de gesso estão em alta! São muito versáteis e tornam os ambientes muito mais refinados. Quer saber mais? Confira as próximas dicas.

Existem dois estilos de gesso utilizados nas residências: o comum, composto de placas de encaixe que são fixadas e sustentadas por arames galvanizados.

E o acartonado, também conhecido como drywall - composto de gesso, dupla camada de papel cartão e aditivos. São fixados em perfis metálicos.

Forros de gesso são perfeitos para criar iluminação indireta, além de combinar com luminárias pendentes. Veja dicas sobre esse tipo de iluminação clicando em Aprenda Mais.

Montar e manter o gesso é fácil e rápido. Esse tipo de forro é aliado na hora de esconder imperfeições, disfarçar vigas e valorizar o projeto arquitetônico.

O drywall é resistente a rachaduras, fundamental para residências que sofrem constantes mudanças de temperatura, possui também versões resistente à umidade.

Esse tipo de forro tem a desvantagem de ser mais frágil em comparação aos outros materiais, como a madeira, e suportam apenas um determinado peso.

Quando não há manutenção adequada, esse forro pode amarelar ou mofar com tempo, principalmente os comuns.

Seja comum ou acartonado, forros de gesso deixam os cômodos maiores e mais claros. Clique em saiba mais e confira super dicas para tornar os ambientes mais amplos!