Combinando estilos na decoração

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Índice do conteúdo:

Combinar estilos é um dos maiores desafios para quem está decorando uma casa. Casais que decidem morar juntos se perguntam como aproveitar os móveis que cada um já tem, enquanto famílias tentam encontrar uma forma de ter coerência com peças compradas em diferentes épocas. Felizmente, é possível compor um ambiente incrível combinando estilos na decoração.

É claro que essa tarefa é mais fácil quando se trata de estilos que tem a mesma base. Um exemplo é a decoração industrial e a escandinava, que tem vários pontos em comum e são mais simples de unir em um só ambiente. Entretanto, quando falamos de estilos completamente diferentes, como o industrial e o boho, o desafio aumenta e você vai precisar contar com uma boa dose de criatividade para resolver a situação.

Pensando nisso, selecionamos cinco orientações básicas para fazer esse tipo de combinação de estilo na decoração de uma forma bem prática. Assim, você vai poder pensar antes de fazer qualquer mudança, aproveitando cantinhos e evitando dores de cabeça. Vamos começar?

1. Utilize as cores como guia

Uma das formas de combinar diferentes estilos é utilizar as cores dos elementos como guia. Basicamente, é analisar quais objetos podem compor um mesmo ambiente, tendo como base suas cores. Uma dica bacana de decorações profissionais é a roda das cores, ou círculo cromático, que você encontra facilmente na Internet.

A roda das cores apresenta uma gama de tons quentes e frios, estando os quentes na parte superior e os frios na inferior. Esse é o primeiro guia que você pode utilizar: montar um cômodo somente com cores frias ou quentes.

A roda também pode ser utilizada com a técnica do triangulo, onde você desenha essa forma geométrica partindo da cor que você quer ter no quarto (seja por preferência ou por ter mais itens no tom). Ao fazer o desenho, as outras duas pontas cairão perfeitamente em cores complementares e que funcionam bem juntas, independentemente de serem quentes ou frias.

Por fim, você pode contar com um círculo cromático com variações de tons e trabalhar somente com diferentes intensidades de uma mesma cor. Após essa definição, vai ser mais fácil entender o que fica e o que sai em um cômodo.

2. Opte por um estilo predominante

Digamos que você está indo morar com seu parceiro e decidiu levar alguns de seus móveis, que são do estilo clássico. Ao chegar no novo lar, você percebe que seu par tem peças de um estilo industrial. Sem chances de combinar, certo?

Errado! Uma das formas de combinar estilos na decoração é definir qual estilo vai ser o predominante. Essa decisão pode ser baseada na quantidade de peças que se tem dentro de um tipo de design. Assim, se ao unir os móveis você perceber que tem mais elementos clássicos, mantenha este como o estilo principal e utilize alguns elementos do outro estilo para ter um certo equilíbrio.

Estilo clássico de restaurante: combinando estilos na decoração
Combinar estilos é importante. Foto: Pixabay

3. Mantenha o equilíbrio visual

Falando em equilíbrio, esse elemento também pode colaborar para combinar estilos. O ser humano tem várias características quando se trata de como vê o mundo. Um exemplo está na simetria, que costuma ser um fator atrativo – quando mais simétrico maior a sensação de conforto (não é à toa que a harmonização fácil caiu no gosto da população).

Este aspecto pode ser levado em consideração na hora de unir estilos em um mesmo ambiente. Se você tem um móvel ou um item decorativo que chama muito a atenção em um lado da sala, por exemplo, tente colocar algo de tamanho e “importância” similar do outro lado. Nesse caso, vale optar por itens com linhas e medidas similares.

Assim, ao invés de colocar todo o foco de um ambiente em um estilo, você consegue manter um equilíbrio visual, fazendo com que uma parte não se sobressaia acima da outra.

4. Móveis principais básicos

Combinar estilos na decoração é mais simples quando se trata de elementos de decoração. Se esse for seu caso, uma das estratégias que você pode aplicar é optar por móveis principais com um estilo mais básico.

Na prática, funciona assim: se você tem quadros e itens muito coloridos ou que se destacam facilmente na sala, compre um sofá e um rack de cores simples, como o branco, o gelo ou o bege. Dessa forma, a maior parte do ambiente oferecerá conforto visual para quem olha.

Você sabe o que é conforto visual? Trata-se de um elemento que nossa visão busca naturalmente. Como absorvemos muito do mundo pela visão, é fácil sentir cansaço nesse sentido. Para ter conforto, os olhos buscam sempre tons mais claros e neutros. Não é por acaso que livros e sites costumam ter fundo branco.

5. Arrisque-se

Por mais que dicas e orientações sejam sempre bem-vindas, decorar um ambiente deve ser visto como algo divertido, não como uma função estressante e que toma muito do seu tempo. Por isso, arrisque-se mais pelo design de interiores!

Se você tiver a possibilidade de contar com os móveis de um cômodo no espaço em que serão colocados, faça testes. Veja se a junção de estilos diferentes ficaria melhor de uma forma ou de outra. Crie, elabore novas maneiras de visualizar um ambiente e recomece quantas vezes for necessário.

Lembre-se ainda que é sempre possível fazer ajustes e que uma casa é como um ser mutável. Assim, por mais que nesse momento o seu cantinho não esteja do jeito que você esperava, planeje para mudar item por item no futuro.

As referências também ajudam

Por fim, uma última dica para quem quer decorar combinando estilos diferentes é buscar por referências específicas na Internet. Saiba que há uma grande possibilidade de que o seu desafio de decoração já tenha sido resolvido por outra pessoa. Conferir esse tipo de material é fundamental para entender o que pode ser feito, dentro de determinadas condições, seguindo todos os passos para decorar o seu ambiente.

Pinterest, YouTube, blogs de decoração como este, são apenas alguns dos locais que você pode encontrar dicas interessantes para aplicar no seu espaço. Com tudo isso em mãos (e várias ideias na cabeça), construir um espaço bem organizado e agradável, mesmo que com estilos divergentes, vai ser muito mais simples.

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.